Autor: Shonda Rhimes
Editora: Best Seller
Número de páginas: 256
Classificação: 
Onde comprar: Saraiva | Amazon | Submarino

Olá pessoal!

      Estava com muita vontade de ler este livro desde que fiquei sabendo da sinopse. Não chega a ser um livro de auto ajuda, mas é um livro motivacional que pode nos ajudar a melhorar a forma que estamos vivendo, e escrito nada mais, nada menos do que pela querida Shonda Rhimes. Neste livro, ela nos motiva, ensina e aconselha, tudo isso contando sobre sua própria vida, ela faz questão de nos contar que este livro não se trata de uma biografia, mas sim de uma história. 

     Ela nos conta como conseguiu chegar onde está (roteirista, cineastra, produtora de televisão e criadora da ShondaLand - envolvida com os seriados Grey's Anatomy, Private Practice, Scandal e How To Get Away With Murder). Quem assiste a série e vê como Shonda é hoje, não acredita que ela já foi uma pessoal extremamente insegura e que tinha muita dificuldade em aceitar participar de entrevistas e programas de televisão. O livro inteiro é como se fosse uma conversa com Shonda. Ela nos conta como decidiu dizer "sim" para todas as oportunidades que normalmente diria "não" por medo do que poderia acontecer e como isso mudou sua vida e a vida de muitas pessoas a sua volta.

      Shonda trata de assuntos como feminismo, autoimagem, obesidade e autoestima de uma maneira muito simples que fez com que eu me identificasse muito com ela. O livro nos motiva do começo ao fim, porque ela não trata apenas dos pontos positivos e tudo de bom que aconteceu depois que decidiu dizer "sim", mas ela nos mostra as dificuldades, os pensamentos negativos, o medo e a vontade de desistir. Mesmo sendo extremamente ocupada com seu trabalho que requer muita atenção e muito tempo, ela nos conta que não faz tudo isso sozinha e requer muita ajuda. 

      Enfim, se você está precisando de motivação, esse livro é super recomendado mesmo que você ainda não tenha assistido aos seriados (que também são super recomendados). Deixe nos comentários se você já leu ou pretende ler este livro.  








Olá, leitores!! Tudo bem com vocês?

Hoje trago para vocês a TAG "Frases de mãe". Essa TAG, eu encontrei no blog "Leitora Cretina", eu achei uma TAG muito divertida e bem tranquila de responder. Espero que vocês gostam. Bora lá ? 





1. EU VOU CONTAR ATÉ TRÊS...
Um livro que você não via a hora de acabar.

       O livro que eu não via a hora de terminar é o  "O Corcunda de Notre Dame", não por ser um livro ruim, mas porque é uma obra bem descritiva e para mim acabou sendo cansativa.





2. SE VOCÊ FALAR ISSO DE NOVO, TE ARREBENTO OS DENTES!

Um livro que você não suporta que falem mal.

        Eu acho que cada leitor tem uma opinião sobre determinada obra, então cada um tem que ser sincero e falar de forma respeitosa o porquê não gostou do livro.


3. SE VOCÊ CORRER VAI SER PIOR!

Um livro que você corre dele, mas sabe que um dia vai ter que ler.

       Nunca li nada do Stephen King, porém morro de vontade de conhecer suas obras e uma história que falam bem, mas que eu sempre fico adiando é o livro "It - A Coisa". A quantidade de páginas me assusta um pouco e por não ter lido nenhum livro do autor fico com medo de já começar com esse calhamaço.





4. VEM COMER SE NÃO ESFRIA!

Um livro que você leu logo que lançou.

Categorias:

A Garota No Trem     
Autora: Paula Hawkins
Editora: Record
Número de páginas: 378
Classificação: 
Onde comprar: Saraiva | Amazon | Fnac

      Olá pessoal!

      Hoje trouxe a resenha desse livro que estava super curiosa para ler! 

     Em "A Garota no Trem" conhecemos Rachel, que vive uma situação muito ruim. Ela se divorciou devido a uma traição, seu ex-marido mora em sua antiga casa com a amante que acabou de ter uma filha dele, e mais: ela é alcoólatra. A vida de Rachel é bem parada, ela está desempregada, mas para disfarçar isso, ela mente para sua colega de quarto e todos os dias pega o trem no mesmo horário em que iria trabalhar e também sempre volta no mesmo horário. Tudo o que sempre sonhou em ter parece que nunca vai acontecer, por isso ela se tortura com as lembranças e bebe muito devido a tudo o que passou com seu ex-marido. As vezes, quando bêbada, liga de madrugada para a casa de seu ex-marido Tom e aparece na casa deles fazendo escândalo, tentando chamar a atenção dele.

       Sua casa antiga está na rota que o trem faz, para evitar olhar para lá e ver a nova família de Tom, ela acaba olhando para uma casa próxima e começa a imaginar como seria a vida do casal que mora ali. Com o passar do tempo, Rachel cria afeto por aquele casal, os chama de Jess e Jason, imagina diálogos e até mesmo a profissão que eles devem ter. Até que um dia, Rachel vê do trem uma imagem que não imaginava que poderia acontecer naquela casa e horas depois, aquela garota, que neste momento descobre se chamar Megan e não Jess, está desaparecida e Rachel acredita que o que ela viu pode contribuir nas investigações para encontrá-la. Porém devido ao seu estado emocional e alcoolismo, ninguém dá muito crédito a ela e ela acaba se envolvendo nesta história mais do que deveria. 

      No início do livro não estava gostando tanto da leitura, a leitura começou a fluir mais a partir do momento em que Rachel descobre sobre o desaparecimento de Megan. Rachel não é uma personagem muito agradável. Devido aos seus problemas, tentamos criar uma empatia com ela, mas isso não funciona. Mas acredito que isso foi proposital da autora, pois isso nos mostra o quanto as pessoas com esse tipo de vício são vistas e desacreditadas. O livro é narrado sob três perspectivas: a da protagonista Rachel; a da atual esposa de Tom, Anna; e a mulher que Rachel observa: Megan. As três tem características bem diferentes uma da outra e é muito interessante a forma com que as histórias se interligam. image

      Eu esperava um final um pouco melhor, mas acredito que o livro cumpriu tudo o que foi proposto. O alcoolismo foi muito bem abordado, alguns capítulos em que Rachel acorda de ressaca sem se lembrar do que aconteceu na noite passada são confusos exatamente como a mente de uma pessoa naquela situação deve ser. O que aproxima muito o livro da realidade e deixa tudo mais fiel, tornando a própria Rachel uma suspeita do desaparecimento de Megan. Dei apenas 3 estrelas para esse livro devido ao final, porque acho que o livro deveria ter seguido por outro rumo que seria muito mais interessante e marcante. Mas o livro trata bastante sobre ilusões, aparências, confiança e decepção.  image

Dia de chuva gif







Autora: Tatiane Tálita
Editora: Arwen
Número de páginas:374
Onde comprar: Arwen
Skoob: De Olhos Fechados 
Classificação:



Olá, leitores!! Tudo bom com vocês?


        Hoje trago a resenha completa desse livro. Porque completa? A algum tempo tive o prazer de fazer as primeiras impressões sobre esse livro (Clique aqui) e assim fiquei morrendo de vontade de fazer uma resenha logo e saber desfecho dessa história. Então realizei a leitura completa e me encantei, mais uma vez, pelo enredo. Bora lá saber a minha opinião?image

                 Nessa história vamos conhecer o Enzo Barbieri um personagem que exala poder por onde passa. Ele é um advogado criminalista renomado que faz raras aparições em público, pois prefere não chamar tanta atenção para si. Enzo é casado com Barbara Barbieri, filha de seu mentor, Lorenzo Barbieri, que a propósito está morrendo, e no seu leito de morte pede para Enzo continuar casado com sua filha Barbara por mais algum tempo, até ele ter o direito de comandar todo o seu negócio.

                     Assim que seu mentor morre, Enzo vai para uma conferência na Suíça, onde será homenageado, e acaba deixando Barbara sozinha. Mas em paralelo temos a personagem Manoela, uma estudante de advocacia que ganhou da sua faculdade o direito de participar da mesma conferência que Enzo, estando assim em contado com os melhores advogados do pais. Mas ao chegar ao aeroporto Manoela, sem querer, esbarra em um homem que chama muita a sua atenção, sem saber que é o Enzo e que está indo para o mesmo lugar que ela. Logo Manoela se vê atraída por esse lindo homem e quando, na conferência, Manoela descobre que se trata do implacável e misterioso Enzo Barbieri fica toda desconsertada e ainda mais intrigada quando ele se mostra interessado nela também, cortejando-a e sempre tentando se aproximar e é nessa hora que o leitor se pergunta: O que um advogado renomado, com uma família vai querer com um estudante? Qual é o motivo desse interesse todo? Por que se aproximar com tanta eficiência? O que a Barbara vai fazer quando descobrir?image

 


 

Autor: Neil Gaiman
Editora: Rocco Jovens Leitores
Número de páginas: 155
Classificação: 
Onde comprar: Submarino | Cultura

Olá, pessoal!


      Hoje trago a resenha do primeiro livro de Neil Gaiman que li: Coraline. É considerada uma história infantil, mas é bastante sombria com um toque de terror. Nesse livro conhecemos Coraline, não Caroline, como todos costumam chamá-la, mas Coraline. Ela acabou de se mudar para uma nova casa. É uma menina muito esperta e que gosta de explorar, não tem muita companhia porque seus pais estão sempre trabalhando em casa escrevendo sobre jardinagem apesar de não saírem de casa, então ela passa o dia explorando e visitando seus vizinhos. image




Olá, leitores!!

          Hoje quero contar uma novidade muito mais muito legal é com prazer que nós da equipe Pequenos Infinitos anunciamos a parceria com a querida autora Tatiane Talita. Muito Obrigada pela confiança e oportunidade!! Querem conhecer um pouco sobre ela? Então, bora lá!!!


       Tatiane Talita, 26 anos e muitos sonhos impregnados na alma. De origem simples, do interior de Goiás, foi criada pelos avos paternos . Estudante de Direito e estagiária no Ministério Publico do Estado de Goiás, é uma leitora compulsiva, romântica confessa e sonhadora insistente, que ama as palavras, salto alto, vinho e batom vermelho. 




Conheça a autora


Olá, leitores!!!

Hoje trago para vocês a entrevista da autora e parceira do blog Tatiane Tálita. Nessa entrevista ela nos conta  como foi a criação do livro "De Olhos Fechados" entre outras coisas. Espero que vocês gostem!! Bora lá!!


image O que a palavra "escrever" significa para você?

      Escrever é um descanso para minha mente, um conforto para o meu coração e 
um amor para a minha alma.


image Quem te incentivou a escrever e desde quando escreve?

       Comecei a escrever, acho eu, que como a maioria dos escritores, devido a um problema pessoal. Eu comecei a escrever aos 15 anos, tenho três histórias escritas a mão, dessa época e tudo começou porque, confesso, não gostava da minha vida, sofria bullying na escola e minha autoestima estava pra lá de zero. Escrever se tornou meu refúgio, tanto foi assim, que quando melhorei meu estado mental parei de escrever e somente em 2015 em outra fase difícil da minha vida eu voltei.

image Como surgiu a ideia dessa história?

      O enredo do DE OLHOS FECHADOS, nasceu de um sonho. Assim como a maioria das minhas histórias. Eu sonhei com o Enzo por quase um mês assistindo a vida dele, como se ele mesmo estivesse me contando. E ainda tem muita coisa que os leitores não sabem sobre esse homem enigmático. Ele continua a invadir meus sonhos.

image Como foi o processo de escrita desse livro?

     Delicioso e torturante (pausa para rir). Eu nunca fiz um curso de escrita, sou péssima em português, não sabia como escrever, apenas sentei na frente do computador e passei para o papel tudo que estava na minha mente, tudo que descobria sonhando. Virei várias noites, bebi muito vinho e ouvi muito rock, jazz e músicas dos anos 50, 60 e 70.
Em três meses terminei a primeira versão do livro e então comecei a revisar e pedi para amigas lerem. Elas me surpreendendo gostaram muito e me incentivaram a procurar uma editora. Publicar não era meu plano, mas se tornou. Mandei o original para algumas editoras e em outubro de 2015 assinei contrato para publicar pela editora Arwen. O livro foi lançando em setembro de 2016 na Bienal de São Paulo e eu parecia uma barata tonta lá.
Sabe aquela sensação de “nossa uau, meu deus, eu consegui”, foi tipo assim e ainda estou assim. kkkkk

image Sei que os autores são muito apegados aos seus personagens, que tem eles como filhos, mas qual personagem você mais gostou de escrever e qual você não gostou?



Autor: Lenomy Snicket
Editora: Cia. das Letras
Número de páginas: 200
Onde comprar: Fnac | Cultura | Saraiva
Classificação: 



Olá, pessoal!

      Continuando com as resenhas dessa série muito legal, hoje venho falar com vocês sobre Inferno no Colégio Interno.

      Após os acontecimentos no quarto livro, nossos órfãos são levados à um colégio interno, onde todos acreditam que eles ficarão muito seguros e longe do conde Olaf. Mas novamente, as coisas não são fáceis para as crianças, pois logo eles conhecem Carmelita Sparks, que é uma menina super metida e arrogante que gosta de zombar das outras crianças e com nossos protagonistas não seria diferente. Também conhecemos o vice-diretor Nero, que ama tocar violino, mas não é tão bom nesse instrumento quanto acredita ser, pois ele apenas arranha cordas e produz sons horríveis, além disso, ele obriga todos os alunos a assistirem um recital de seis horas dele tocando violino e caso os alunos não compareçam, são punidos tendo que comprar um pacote de balas para o diretor e vê-lo comendo todas. image

      As crianças logo são apresentadas ao maravilhoso dormitório dos alunos, que por muito azar, as crianças não poderão dormir neles, pois precisam da assinatura dos pais ou responsáveis para poder dormir lá, e como as crianças não possuem pais nem responsáveis, devem dormir no Barraco dos Órfãos, que é um lugar cheio de fungos e caranguejos que beliscam.